Voltar para Artigos

As quatro estações de Leonardo Padura

Leonardo Padura (foto: Rafael García)
Leonardo Padura (foto: Rafael García)

Romancista, ensaísta e jornalista, considerado um dos melhores de seu país, Leonardo Padura também é roteirista. Ganhou reconhecimento internacional com a série de romances policiais Estações Havana (no Brasil, pela Boitempo), estrelada pelo investigador Mario Conde, publicada em mais de 15 países, vencedora de diversos prêmios internacionais e recentemente adaptada para o cinema e recentemente lançada pela Netflix.

Seus romances com o personagem Mario Conde, um beberrão melancólico, fã de jazz e de Hemingway, que gostaria de ter sido escritor, valeram-lhe inúmeros prêmios em Cuba e no exterior, entre eles, duas vezes, o Prêmio Internacional Dashiell Hammett de melhor romance em língua espanhola e o Café de Gijón, em 1995.

No Brasil, Padura é colunista da Folha de S.Paulo (escreve aos sábados, a cada duas semanas) e colaborador do El País. Dele, a Boitempo publicou O homem que amava os cachorros, considerada sua obra máxima, em 2013, e Hereges, em 2015.

LEONARDO PADURA está confirmado na temporada 2017 do Fronteiras do Pensamento, que abordará o tema Civilização - a sociedade e seus valores. O escritor cubano sobe ao palco do projeto no mês de agosto (POA, 21; SP, 23). Os pacotes de ingresso começam a ser vendidos nesta quarta-feira (22 de março). Reserve seu pacote pelo telefone 4020.2050.

LIVROS

A tetralogia Estações Havana (Boitempo) é composta de Passado perfeito, Ventos de Quaresma, Máscaras e Paisagem de Outono.

Os quatro romances foram lançados simultaneamente pela Boitempo, em 2016, e também são conhecidos como A tetralogia suja (não confundir com a Trilogia suja em Havana, do também cubano Pedro Juan Gutiérrez, que esteve no Fronteiras, em 2007).

SÉRIE

O roteiro para a série baseada nas obras de Padura é assinado por ele e pela esposa Lucía López Coll. O primeiro episódio chegou a ser lançado nos cinemas, com o título de Vientos de la Habana pelas mãos do diretor e roteirista espanhol Félix Viscarret, também responsável pela direção da série, que está disponível na Netflix desde o início de dezembro e é intitulada Quatro Estações em Havana, sendo composta por quatro episódios de 1h30 cada.

Padura nasceu e mora em Cuba e, por lá, a Netflix, como tantos outros sites e aplicativos, é proibida: “Sem acesso à Netflix, não foi possível vê-los aqui. Mas confio que logo esses 'filmes' serão pirateados e poderei vê-los em Cuba", disse em entrevista.

HAVANA

A série, um drama policial noir estrelado por Jorge Perrugoría (Morango e Chocolate) é situada em Cuba na década de 1990, quando a União Soviética, braço que sustentava o sistema político cubano, se esfacelava com as revoluções dos Estados comunistas no Leste Europeu. Cuba, mesmo isolada do restante do mundo pelo bloqueio promovido pelos Estados Unidos, sentia as reverberações da instabilidade política global.

Nas quatro longas histórias, que acontecem ao longo de quatro estações, Cuba é uma personagem à parte. Além de apresentar diversos lugares que retratam a realidade da cidade, a série também oferece um olhar sobre sua cultura, com sua música, gastronomia, cores e relações sociais.

- Assista à série na Netflix
- Assista ao trailer na Netflix com legendas em português