Voltar para Entrevistas

Criador da Wikipedia quer levar site aos países mais pobres

Jimmy Wales (foto: Joi Ito)
Jimmy Wales (foto: Joi Ito)

Em entrevista para o portal Terra, o cofundador da Wikipedia, Jimmy Wales, fala sobre sua preocupação com a veracidade das informações disponíveis no site e diz que pretende firmar parcerias com operadoras de telefonia celular pelo mundo para garantir que o tráfego de dados referente ao acesso à enciclopédia livre seja gratuito. A iniciativa, aliás, já é realidade na China, na Índia e, em breve, estará no Brasil. Leia abaixo:

Jimmy Wales está confirmado no Fronteiras do Pensamento 2015. O empreendedor, segundo conferencista desta temporada, estará em Porto Alegre no dia 22/06 e em São Paulo no dia 24/06.

Terra - Como está o crescimento da Wikipedia em países em desenvolvimento?
Jimmy Wales - É um desafio. Durante a atual crise do virus ebola, por exemplo, o maior problema é a falta de informação em línguas locais. Por isso, nos organizamos para criar o projeto wiki de medicina, que é um grupo bastante rigoroso e sério que se preocupa com a exatidão das páginas com conteúdo relativo à medicina na Wikipedia. Dentro deste grupo, há outro grupo de tradutores que edita as melhores páginas do inglês para diversas línguas. Em agosto, eles colaboraram com os 'tradutores sem fronteiras', e ajudaram na tradução a página sobre o vírus ebola para 60 línguas africanas. Foi uma iniciativa que não teve a ver comigo nem com a fundação Wikimedia, que administra o site. Foi um esforço da comunidade Wikipedia para ajudar a espalhar conhecimento.

Terra - Qual o desafio para expandir o acesso à Wikipedia atualmente?
Jimmy Wales - Hoje, um smartphone bem parecido com o iPhone original custa apenas U$31. Estes telefones estão sendo vendidos às massas nos países em desenvolvimento e, agora, alcançam muito mais gente. Entretanto, percebemos que as cobranças pela utilização de dados ainda é alta, por isso criamos o Wikipedia Zero. Nós persuadimos operadoras de telefonia ao redor do globo a oferecerem acesso ao Wikipedia cobrando zero. Nós queremos que as pessoas consigam utilizar a Wikipedia sem se endividar.

Terra - O que você acha da falta de confiabilidade de algumas informações disponíveis nas páginas da Wikipedia?
Jimmy Wales - A Wikipedia nunca será uma fonte confiável. Eu entendo que algumas universidades hoje não permitem que estudantes consultem a Wikipedia por não considerarem a Wikipedia confiável. Mas, quando eu era jovem, também não podíamos consultar a enciclopédia Britannica por exemplo, pois a enciclopédia não devia ser uma fonte, mas um suporte. A questão não é a qualidade, mas o papel da enciclopédia na formação dos estudantes. Entretanto, algumas pesquisas acadêmicas mostram que a Wikipedia já é uma fonte tão confiável quanto as tradicionais enciclopédias.

Terra - O que a Wikipedia faz atualmente para garantir a exatidão das informações disponíveis?
Jimmy Wales - Há muitos projetos no momento como a própria Wikipedia medicina, da qual já falamos. O papel da fundação é, principalmente, manter os softwares atualizados, permitindo os usuários atualizar páginas e achar problemas com mais facilidade. Mas precisamos de mais editores de qualidade. O problema é que somos sempre restritos às fontes oficiais disponíveis. Um dos maiores problemas que temos é que, se quisermos informações sobre os lugares mais pobres do mundo, há muito pouco disponível atualmente. Eu tenho uma campanha, que até agora não chegou a lugar nenhum: todos os governos, e as Nações Unidas, deveriam liberar suas informações sob uma licença gratuita, permitindo que as pessoas possam reutilizá-las.

Terra - Por que não transformar a Wikipedia em uma iniciativa comercial?
Jimmy Wales - A Wikipedia existe basicamente através de doações de pessoas, que doam, em média, U$25, e de fundações filantrópicas que doam valores maiores. Esse modelo é importante porque dá independência à comunidade da Wikipedia. Se a Wikipedia fosse financiada por duas ou três grandes fundações, teríamos que seguir as diretrizes delas, enquanto que um modelo baseado em anúncios, prejudicaria a nossa missão, que é o alcance da informação às pessoas menos favorecidas. Uma empresa se preocupa com o lado mais rico do planeta, não o mais pobre.

Terra - O que acha da idéia da net neutrality ?
Jimmy Wales - Net neutrality é uma questão importante. É a questão sobre a interferência dos provedores no acesso aos serviços. Nos EUA, provedores têm iniciado esse tipo de controle com uma briga com o serviço Netflix na tentativa de cobrar mais dos usuários que utilizam o serviço. É um absurdo. Eu entendo que a net neutrality é importante, mas não acho que é a questão mais importante no momento. A Apple e o Google já fazem isso quando cobram 30% de tudo que baixamos na loja de apps.

(Leia na íntegra no Terra)

Leia também | Artigo Jimmy Wales: devemos sempre suspeitar da regulamentação