Voltar para Notícias

Beto Brant lança filme sobre a vida de Antônio Pitanga em Festival de SP

Camila Pitanga, Antônio Pitanga e Beto Brant. Foto: Thiago Duran / AgNews
Camila Pitanga, Antônio Pitanga e Beto Brant. Foto: Thiago Duran / AgNews

O diretor brasileiro Beto Brant lançou recentemente o filme-documentário Pitanga, feito em co-direção com Camila Pitanga, para contar e homenagear a trajetória do ator Antônio Pitanga, pai de Camila. O filme explora as diversas relações do ator com a cultura e a arte ao longo da vida, sua importância na história do cinema brasileiro e suas trocas afetivas com nomes como Caetano Veloso, Ziraldo, Chico Buarque, Paulinho da Viola e Maria Bethânia.

Unindo cenas no estilo documental com trechos de filmes que marcaram a carreira do ator, como Bahia de Todos os Santos (1960), O Pagador de Promessas (1962) e Quilombo (1984), o filme mostra também o envolvimento de Pitanga com a família e com a luta no movimento negro na década de 1960.

O filme será uma das obras exibidas no 12º Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo, que acontece entre os dias 26 de julho e 2 de agosto nas cidades de São Paulo e Campinas.  Beto Brant é o diretor homenageado desta edição da mostra. Durante a programação, serão exibidos 8 longa-metragens e alguns curtas dirigidos por Brant, incluindo dois documentários inéditos: Ilú Obá De Min - Homenagem a Elza Soares, a Pérola Negra, e Zócalo, no qual ele é responsável pela produção. Durante todo o evento, serão mais de 90 filmes de 18 países.

Beto Brant começou sua trajetória no cinema nos anos 80, na direção de videoclipes - especialmente da banda Titãs. Após migrar para o cinema através da realização de diversos curtas - entre os quais o primeiro, (1993), já lhe rendeu a vitória do Festival de Havana - ele ganhou destaque com o longa Os Matadores (1997), que levou prêmios no Festival de Gramado e no Festival de Cinema Brasileiro de Miami. Em sua filmografia, também estão obras como O Invasor (2011, com base no livro de Marçal Aquino), Crime Delicado (2005) e Eu Receberia as Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios (2011). Brant foi conferencista do Fronteiras do Pensamento em 2008.

(Via festlatinosp.com.br)