Voltar para Notícias

Ciência e pensamento crítico são os desafios do mundo "pós-verdade", diz Susan Greenfield

Estimular a ciência e o pensamento crítico são as duas chaves para o mundo "pós-verdade", defendeu a neurocientista britânica Susan Greenfield em sua mais recente palestra, na Austrália, no final de novembro.

Anualmente a Oxford Dictionaries, departamento da universidade de Oxford responsável pela elaboração de dicionários, elege uma palavra para a língua inglesa. A de 2016 é “pós-verdade" (“post-truth").

Os líderes do prestigiado dicionário trataram de resolver a ambiguidade que a expressão, definida como adjetivo, pode conter, esclarecendo que se fala de pós-verdade em todas as “circunstâncias em que os fatos objetivos influenciam menos a formação da opinião pública do que os apelos à emoção e à crença pessoal."

No texto em que apresenta a palavra do ano, a entidade explica: “'Pós-verdade' deixou de ser um termo periférico para se tornar central no comentário político, agora frequentemente usado por grandes publicações sem a necessidade de esclarecimento ou definição em suas manchetes" (saiba mais no vídeo da Oxford Dictionaries, à esquerda).

"No mundo pós-verdade, o que era verdadeiro ontem pode não ser hoje, se a verdade do dia não for mais apropriada dentro do contexto. Para os jovens, isso é um imenso desafio.", disse a neurocientista. Greenfield, que defende uma controversa teoria de que as tecnologias digitais estão modificando o cérebro humano -- o cérebro estaria sendo reprogramado para responder às rápidas informações e alterando a própria consciência.

Greenfield sugere que "parcerias" entre veículos de comunicação e especialistas nas áreas envolvidas com os fatos podem colaborar tanto com a profundidade quanto com a veracidade das notícias. "Se você tem treinamento especializado em algum campo, você é capaz de trazer uma nova dimensão ao fato. Ao articular as informações desta forma, poderemos mostrar ao público que a verdade de ontem é a mesma de hoje."

- Leia mais sobre a pós-verdade no jornal Nexo

Assista à conferência de Susan Greenfield no Fronteiras do Pensamento | Na fala intitulada O futuro do cérebro, o cérebro do futuro, a neurocientista aponta dados e conclusões sobre a influência das novas tecnologias em nossas vidas, em como pensamos e sentimos o mundo.