Voltar para Notícias

Descobertas sobre relógio biológico ganham Nobel de Medicina 2017

Os vencedores do Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina deste ano são os americanos Jeffrey Hall, Michael Rosbash e Michael Young, por suas descobertas sobre os mecanismos moleculares que controlam os ritmos circadianos - uma espécie de relógio biológico interno que regula o metabolismo dos seres vivos possuem. 

As descobertas feitas pelo trio explicam como as plantas, animais e humanos adaptam seus ritmos biológicos de maneira que eles fiquem sincronizados com a rotação da Terra.

O trabalho dos americanos foi decifrar quais são as engrenagens moleculares do relógio interno. O ritmo circadiano adapta a fisiologia de uma pessoa às diferentes fases do dia, influenciando o sono, comportamento, níveis hormonais, temperatura do corpo e metabolismo, por isso também é chamado de ciclo vigília-sono.

A palavra circadiano significa "ao redor do dia" e os ritmos circadianos têm origem evolutiva que remetem às células mais primitivas. Na prática, elas permitem que as células – e os organismos que formam – tenham um comportamento otimizado dependendo da hora do dia.

A descoberta que valeu o Nobel foi encontrar uma espécie de processo de retroalimentação que configura o relógio. No caso, um dos genes envolvidos produz um RNA mensageiro. Esse RNA produz uma proteína. E essa proteína, por sua vez, impede a produção do RNA pelo gene.

"Suas descobertas explicam como as plantas, animais e humanos adaptam seus ritmos biológicos de forma a sincronizar com as revoluções da Terra", afirma a declaração do comitê do Instituto Karolinska na Suécia, responsável pela escola dos laureados com o prêmio. Segundo o comitê, eles conseguiram "olhar dentro do nosso relógio biológico e elucidar seu funcionamento interno".

Rosbash é pesquisador da Faculdade de Medicina da Universidade Brandeis, em Massachusetts, enquanto Young trabalha na Universidade Rockefeller, na cidade de Nova York, e Hall, na Universidade do Maine. Os três dividirão o prêmio no valor de 1.1 milhão de dólares.