Voltar para Notícias

Universidade de Cambridge homenageia Eric Maskin e Manuel Castells com títulos honorários

Crédito: Diliff | wikipedia.com
Crédito: Diliff | wikipedia.com

Em cerimônia, o reitor da Universidade de Cambridge entregou títulos honorários para Erik Maskin e Manuel Castells, em reconhecimento de seus feitos acadêmicos, filantrópicos e seus serviços à sociedade civil.

A Universidade de Cambridge é uma das mais tradicionais instituições de ensino do mundo, fundada do século 13, ela já formou 95 prêmios Nobel e 15 primeiros-ministros britânicos. A instituição confere doutorados honoris causa para indivíduos que tenham realizado feitos notáveis, em nível local ou internacional, em seus respectivos campos. Eles podem possuir qualquer nacionalidade. Normalmente o homenageado possui doutorado, mas em casos especiais, em que indivíduos com mestrado realizam contribuições diretas à universidade ou a cidade de Cambridge, eles também são agraciados. A cada ano, são entregues, no máximo, quatro desses títulos.

Dois dos homenageados deste ano já foram conferencistas do Fronteiras Braskem do Pensamento. Um deles foi Eric Maskin, economista norte-americano, doutor em matemática e professor, além de ganhador do Prêmio Nobel em Economia de 2007. O outro foi Manuel Castells, doutor em sociologia pela Universidade de Paris e autor de dezenas de livros traduzidos para diversos idiomas, com destaque para a trilogia A era da informação, composta por A sociedade em rede, O poder da identidade e Fim de milênio.

Esse ano, a temporada especial do Fronteiras Braskem do Pensamento trará ao Teatro Castro Alves a filósofa norte-americana Camille Paglia e a ativista moçambicana Graça Machel. Adquira já seu ingresso e garanta sua presença.


***


Erik Maskin foi agraciado com o título Doutor Honoris Causa em Ciências, devido à suas contribuições acerca da teoria dos jogos, teoria dos contratos, e teoria da escolha social. Atualmente professor da Universidade Adams em Harvard, dividiu o Prêmio Nobel em Economia de 2007 com Leonid Hurwicz e Roher Myerson por elaborar as bases da teoria de design de mecanismos – o campo da economia e teoria dos jogos que usa uma abordagem da engenharia para a criação de mecanismos ou incentivos econômicos.

 “É verdade que minha formação inicial foi em matemática. Entretanto, quase por acidente, fiz uma cadeira com Kenneth Arrow a respeito de “Economia da Informação” que foi tão inspiradora que decidi mudar de direção. Me pareceu que a economia combinava o melhor de dois mundos: o rigor da matemática com a importância imediata de uma ciência social”, afirma Maskin.

 Já o ganhador do título Doutor Honoris Causa em Artes foi o sociólogo espanhol Manuel Castells. Famoso por sua trilogia de livros sobre a sociedade da informação, intitulada A era da informação, ele atualmente leciona na Universidade da Califórnia, em Los Angeles.

  "Se as pessoas forem esclarecidas, atuantes e se comunicarem em todo o mundo; se as empresas assumirem sua responsabilidade social; se os meios de comunicação se tornarem mensageiros, e não apenas mensagem; se os atores políticos reagirem contra a descrença e restaurarem a fé na democracia; se a cultura for reconstruída a partir de experiências; se a humanidade sentir a solidariedade da espécie em todo o globo; se consolidarmos a solidariedade interregional, vivendo em harmonia com natureza; se partirmos para exploração de nosso ser interior, tendo feito as pazes com nós mesmo. Se tudo isso for possibilitado por nossa decisão bem informada, consciente compartilhada enquanto ainda há tempo, então talvez, finalmente possamos ser capazes de viver, amar e ser amado”, diz Castells.