Voltar para vídeos
0 visualizações
Richard Serra
Os artistas nos salvam da banalidade do mundo
Richard Serra, escultor norte-americano, define "cultura" enquanto aquilo que gera a diferenciação entre banalidade e qualidade de vida. Para ele, a cultura representa a possibilidade de expressão de toda sociedade, sendo fator indicativo do quão repressivo ou livre é um sistema: países repressores produzem pouca arte, países que fomentam a liberdade produzem muita arte - e isso, conclui, gera um novo patamar de alegria e diálogo entre as pessoas. Conferencista do Fronteiras do Pensamento 2008. Fronteiras do Pensamento | Produção Telos Cultural | Produção Audiovisual V2 | Montagem Alfredo Barros | Finalização Marcelo Allgayer | Tradução Eduardo Stigger, Marina Waquil e Mathias Eidelwein