Voltar para conferencistas

Conferências

  • 2019 | São Paulo
  • 2019 | Porto Alegre
  • 2010 | Porto Alegre
    Direitos humanos e democracia na era globalizada

Calendário

  • São Paulo

    2019

    21

    agosto

Calendário

  • Porto Alegre

    2019

    19

    agosto

COMPRE SEU PACOTE DE INGRESSOS
COMPRE SEU PACOTE DE INGRESSOS

Denis Mukwege

Médico congolês

No Congo, país marcado por conflitos e desigualdade, o médico Denis Mukwege criou o Hospital de Panzi e passou a atuar em nome da saúde e da dignidade de mulheres vítimas de violência sexual. Prêmio Nobel da Paz de 2018, Mukwege tem uma trajetória que emociona e inspira. 

Graduou-se em medicina pela Universidade de Burundi e, após testemunhar a precariedade no atendimento às mulheres, concluiu seus estudos em ginecologia e obstetrícia na Universidade de Angers, na França. Também possui Ph.D pela Universidade de Bruxelas. 

Retornando ao Congo, atuou no Hospital de Lemera, que virou ruínas durante a primeira guerra do país em 1996. Fundou, em 1999, o Hospital de Panzi. O local já tratou mais de 85 mil pacientes com danos e traumas ginecológicos. Uma média de 60% dos casos foi ocasionada por violência sexual, e a maioria das pacientes vem de regiões de conflito. Além do Nobel, foi agraciado com o Prêmio Olof Palme, a distinção de Cavaleiro da Legião da Honra, o Prêmio das Nações Unidas no Campo dos Direitos Humanos, entre outros. 

Em 2012, sofreu um atentado, no qual um de seus colaboradores morreu, um mês após proferir na ONU um discurso pedindo a condenação dos grupos rebeldes. Para Denis Mukwege, um homem deixa de ser homem quando não sabe oferecer amor e esperança aos demais.

Galeria de Fotos

mais fotos
Voltar para conferencistas