Voltar para Notícias

Documentário de Bernard-Henri Lévy sobre combatentes curdos será exibido em Cannes

As ideias que movem o mundo em um único lugar. Cadastre-se e receba mensalmente o melhor do Fronteiras

Cadastrado com sucesso

O Festival de Cannes adicionou o documentário Peshmerga, de Bernard-Henri Lévy, à sessão especial do evento.

Para realizar o filme, o filósofo francês, também diretor da obra, viajou mil quilômetros com uma equipe reduzida através da fronteira do Iraque para filmar combates, paisagens e as faces dos civis e combatentes.

Lévy, com 67 anos, é um apoiador da causa curda, e criou o documentário “como uma homenagem aos homens e mulheres que desafiam a morte pela luta global contra o Estado Islâmico", afirmou a produtora de Peshmerga, palavra que significa “aquele que confronta a morte".

Os organizadores de Cannes dizem ter escolhido o filme, mesmo que de última hora, pelo raro olhar que oferece à realidade curda. Peshmerga será exibido no dia 20 de maio.

Assista aos vídeos com Bernard-Henri Lévy no Fronteiras.com