Voltar para Notícias

Documentário dirigido por Wim Wenders é indicado ao Oscar

As ideias que movem o mundo em um único lugar. Cadastre-se e receba mensalmente o melhor do Fronteiras

Cadastrado com sucesso
Donata Wenders/Divulgação
Donata Wenders/Divulgação

Durante oito anos, o fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado viajou e registrou as regiões mais difíceis de acessar no planeta. Lugares intocados, pessoas que ainda trabalham como há dois mil anos. Salgado registrou esses momentos no livro e na exposição Genesis, que agora percorre o mundo também em versão cinematográfica.

Sob a direção de Wim Wenders e Juliano Salgado, o documentário O Sal da Terra, conta a longa trajetória do fotógrafo e apresenta a ambiciosa expedição.

Nesta quinta-feira (15), O Sal da Terra foi indicado ao Oscar de Melhor Documentário, alçando o filme a um dos lugares que poucos conseguem no mundo cinematográfico. "Estamos muito satisfeitos em saber desta indicação para O Sal da Terra, e estamos especialmente felizes com o fato de nosso personagem ter recebido tanta atenção, isto é, tanto a fotografia de Sebastião Salgado quanto seu outro trabalho, o reflorestamento da floresta tropical", disseram os diretores em comunicado.

Aos 69 anos, o alemão Wim Wenders é considerado uma das mais importantes figuras do cinema em todo mundo. Paris, Texas, Buena Vista Social Clube e Pina estão entre suas produções mais conhecidas. O Sal da Terra deve ser lançado no Brasil em março deste ano. Quando apresentado em Cannes, o documentário sobre o fotógrafo foi aplaudido de pé e conquistou um prêmio especial no festival.

O Sal da Terra concorre com Citizenfour, Finding Vivian Maier, Last days e Virunga. A cerimônia do Oscar acontece no dia 22 de fevereiro.