Voltar para Notícias

Envie sua pergunta para os primeiros convidados do Fronteiras 2018: Vik Muniz e Fernanda Torres

As ideias que movem o mundo em um único lugar. Cadastre-se e receba mensalmente o melhor do Fronteiras

Cadastrado com sucesso
Fernanda Torres e Vik Muniz abrem a temporada 2018 do Fronteiras
Fernanda Torres e Vik Muniz abrem a temporada 2018 do Fronteiras

O artista plástico Vik Muniz e a atriz e escritora Fernanda Torres têm em comum o fato de usarem a potência de suas vozes para instigarem o debate público sobre temas pertinentes da contemporaneidade. Os convidados da conferência que abre o ciclo do Fronteiras do Pensamento em 2018 acreditam no poder transformador da arte, da educação e do conhecimento.

Com trabalhos expostos nos principais museus de arte do mundo, Vik Muniz é um dos mais renomados artistas plásticos brasileiros da atualidade. Muniz, que é também ativista social e embaixador da Boa Vontade da Unesco desde 2011, transporta algumas de suas inquietações com a realidade para sua produção artística, propondo reflexões sobre temas como a exploração do homem, o consumismo, a superficialidade contemporânea e o desperdício.

Fernanda Torres é uma das mais originais e reconhecidas atrizes do teatro, do cinema e da televisão no Brasil. Em 2013, estreou na literatura com a publicação de seu primeiro romance, Fim. Desde então, tem exposto publicamente suas opiniões em seus romances posteriores e também nas colunas que mantém na Folha de S.Paulo e na Veja-Rio. Fernanda defende que a arte é um mercado a ser explorado e protegido, pois, além de gerar empregos e movimentar a economia, possibilita a educação e a integração social, funcionando como uma ferramenta para a diminuição da desigualdade.

Vik Muniz e Fernanda Torres abrem o ciclo de conferências do Fronteiras do Pensamento 2018, com um debate especial. Leis de incentivo, o papel social da arte, gestão da educação, os caminhos da cultura brasileira. As polêmicas que giram em torno da cultura e da arte no país são muitas e esta discussão precisa da sua participação.

Envie sua pergunta através do e-mail digital@fronteiras.com até a manhã de segunda-feira (14). A questão selecionada será respondida diretamente do palco do projeto. Divulgaremos a resposta no dia seguinte à conferência.

FERNANDA TORRES

Há mais de 35 anos com uma carreira de sucesso no teatro, no cinema e na televisão, Fernanda Torres tem demonstrado seu talento artístico também no universo da literatura.

Em 2013, publicou seu primeiro romance – Fim, obra elogiada pela crítica e que teve mais de 150 mil exemplares vendidos. Em seu mais recente livro, A glória e seu cortejo de horrores, a escritora narra a história de um consagrado ator, tecendo como pano de fundo o universo do teatro. Lançado no final de 2017, o romance retrata ainda as diversas contradições e angústias presentes em uma geração que viu seus ideais artísticos sucumbirem ao mercado, à superficialidade do mundo hiperconectado e à derrocada de suas ilusões políticas, traçando também um retrato da história recente do Brasil.

CONHEÇA MAIS: acesse o libreto especial de Fernanda Torres, autora de Fim e vencedora da Palma de Ouro de Melhor Atriz no Festival de Cannes pelo filme Eu Sei que Vou Te Amar, do cineasta Arnaldo Jabor. O libreto inclui breve biografia, links indicados e informações de destaque sobre a conferencista.


VIK MUNIZ

Ao mesmo tempo em que figura na lista dos 100 artistas mais valorizados do planeta, a produção de Vik tem apelo popular. Ele possui trabalhos expostos nos principais museus de arte, como o Metropolitan, o Whitney e o MoMa, em Nova York, e o Reina Sofia, em Madrid.

Ativista social e embaixador da Boa Vontade da Unesco, o engajamento encontrou a arte em projetos como o que realizou com catadores do enorme aterro localizado no Jardim Gramacho, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. A experiência foi mostrada no premiado documentário “Lixo Extraordinário”, produzido em 2010.

Em 2015, abriu a Escola Vidigal, uma parceria entre Muniz e o Massachusetts Institute of Technology (MIT), focada em levar arte e tecnologia para crianças. Também foi um dos diretores das cerimônias dos Jogos Olímpicos e Jogos Paralímpicos Rio 2016.

CONHEÇA MAIS: acesse o libreto especial de Vik Muniz, embaixador da Boa Vontade da Unesco e um dos mais renomados artistas plásticos brasileiros da atualidade. O libreto inclui breve biografia, links indicados e informações de destaque sobre o conferencista.