Voltar para Notícias

Mia Couto vence Prêmio Camões 2013

As ideias que movem o mundo em um único lugar. Cadastre-se e receba mensalmente o melhor do Fronteiras

Cadastrado com sucesso

O escritor moçambicano Mia Couto foi o vencedor do Prêmio Camões 2013. O resultado foi divulgado nesta segunda-feira (27), pela Fundação Biblioteca Nacional (FBN), instituição ligada ao Ministério da Cultura. Considerado o prêmio literário mais importante da criação literária da língua portuguesa, o Camões foi instituído pelos governos do Brasil e de Portugal em 1988, e atribuído aos autores que tenham contribuído para o enriquecimento do patrimônio literário e cultural da língua portuguesa.

De acordo com a assessoria de imprensa da FBN, a escolha do júri foi por unanimidade. O júri justificou a distinção de Mia Couto tendo em conta a “vasta obra ficcional caracterizada pela inovação estilística e a profunda humanidade", disse José Carlos Vasconcelos, um dos jurados.

Mia Couto já recebeu vários prêmios em sua carreira de escritor-biólogo, mas nenhum tão importante. Aos 57 anos, ele ganhará 100 mil euros, como o brasileiro Dalton Trevisan ganhou em 2012 e o português Manuel António Pina, em 2011. Mia acaba de lançar a coletânea de contos Cada homem é uma raça, pela editora Companhia das Letras e, ao saber da premiação, disse que tudo seguiria normalmente, que iria apenas jantar e se desligar do mundo quando foi surpreendido pela notícia.

Para celebrar a notícia, divulgamos um vídeo inédito do autor e relembramos a conferência de Mia Couto no Fronteiras do Pensamento 2012:

Inédito: Mia Couto - Os lugares do interior


Assista à conferência Mia Couto Fronteiras do Pensamento Porto Alegre 2012: Repensar o pensamento