Voltar para Notícias

O que Graça Machel quer de nós? Ativista abre ciclo de conferências esta semana

As ideias que movem o mundo em um único lugar. Cadastre-se e receba mensalmente o melhor do Fronteiras

Cadastrado com sucesso
Graça Machel (foto: Diamonds Do Good Global Humanitarian Award)
Graça Machel (foto: Diamonds Do Good Global Humanitarian Award)

“Eu venho de uma cultura em que, tradicionalmente, crianças são vistas como um presente, como nosso futuro. Então, sempre acreditei que é nossa responsabilidade como adultos dar às crianças um futuro que valha a pena viver. Eu me choco e me zango de ver como temos falhado vergonhosamente nesta missão.”

Esta fala vem de Graça Machel, uma mulher que testemunhou como a guerra devastou a vida das crianças africanas. Dos conflitos, surgiu a determinação de proteger jovens vítimas através do mundo.

Graça Machel é a conferencista do Fronteiras do Pensamento São Paulo de HOJE, quarta-feira (15). Ela sobe ao palco do Teatro Santander, às 20h30.

Esta é a última chance de garantir sua presença nos oito eventos. Clique aqui para adquirir seu pacote para o Fronteiras São Paulo.

ATENÇÃO: vagas ESGOTADAS para o Fronteiras do Pensamento Porto Alegre 2019. Se você deseja entrar em lista de espera, clique aqui e registre seu interesse. Entraremos em contato caso sejam disponibilizados novos pacotes de ingressos.

Siga o Fronteiras do Pensamento no Facebook e deixe seu comentário


Graça Machel dedicou sua vida aos direitos das mulheres e das crianças africanas. Como Ministra da Educação e Cultura no governo moçambicano por 14 anos, foi durante seu mandato que o número de estudantes nas escolas aumentou 80%.

Em 1990, foi nomeada pela Organização das Nações Unidas para o Estudo do Impacto dos Conflitos Armados na Infância. Por este trabalho, recebeu em 1995 a Medalha Nansen da ONU.

Ela explica que as guerras atuais são lutadas não apenas entre os países, mas também dentro deles. A proporção de vítimas civis subiu de 5% para 90% nas últimas décadas – metade destas pessoas são jovens, alerta a ativista.

Graça Machel por Eleanor Turvey
Graça Machel por Eleanor Turvey

Machel diz que viu crianças serem tiradas de suas casas e colocadas em orfanatos e campos de refugiados, com a saúde gravemente debilitada pelo trabalho nas minas, pela desnutrição ou pela violência sexual. Ela é uma ativista em prol das necessidades emocionais destes jovens, que “sofrem em silêncio e por muitos anos os efeitos da guerra”.

Preocupada com as rápidas mudanças sociais e o desmantelamento das famílias, Graça pede que os africanos “descolonizem” suas próprias mentes e motivem o orgulho de sua origem nas crianças.

“Nós, africanos, podemos ter menos dinheiro, mas não somos pobres. Podemos aprender dos outros sim, mas temos muito a ensinar ao mundo”, defende Machel.

Ela chama a atenção internacional para que “tudo seja feito para proteger as crianças, para dar prioridade a elas e a um futuro melhor. É uma chamada para abraçar uma nova moralidade, que coloca os jovens onde eles devem estar: no coração de todas as agendas.”

Graça Machel é a convidada de HOJE no Fronteiras do Pensamento São Paulo. Lembre-se: vagas esgotadas para Porto Alegre.

Última chance de garantir sua presença nos oito eventos deste ano na capital paulista. Clique aqui para adquirir seu pacote de ingressos para o Fronteiras São Paulo hoje mesmo. Assista às conferências com Graça Machel, Paul Auster, Roger Scruton, Denis Mukwege, Janna Levin, Werner Herzog, Contardo Calligaris e Luc Ferry.