Voltar para Notícias

Sistema público de saúde: um sonho possível

As ideias que movem o mundo em um único lugar. Cadastre-se e receba mensalmente o melhor do Fronteiras

Cadastrado com sucesso

Em seu mais recente artigo para o jornal britânico The Guardian, o Nobel de Economia Amartya Sen analisa a questão dos sistemas públicos de saúde. De Buda a Obama, Sen traça um panorama mundial da saúde através da história para desbancar a ideia de que um país pobre precisaria, primeiramente, tornar-se rico para oferecer saúde gratuita e de qualidade aos cidadãos. Ele contradiz, também, a visão de que um sistema público de saúde pode arruinar a economia de uma nação. Para ele, o que deveria ocorrer é exatamente o oposto, uma profunda melhoria na economia por meio do avanço social – como nos casos do Japão, Taiwan e Singapura.

Sen tem analisado a administração da saúde em países como China, Sri Lanka, Costa Rica e Tailândia que, na última década, dirigiu grandes esforços para criar um sistema de saúde confiável e barato para todos. Segundo ele, é possível alcançar saúde pública de bom nível com baixos custos, mas, para tanto, é crucial que as nações se observem e aprendam umas com as outras tanto pelo bem da população local, mas também da global.

O economista indiano lembra a quantia investida para impedir que o Ebola saísse da África, quando este dinheiro poderia ter sido investido em saúde pública para prevenir que ele se propagasse dentro do próprio continente:

"A pandemia do Ebola causa apreensão mesmo em partes do mundo distantes de sua origem, na África ocidental. Por exemplo, os EUA tomaram inúmeras e caras medidas para evitar que o Ebola invadisse suas fronteiras. Houvesse um sistema público de saúde eficiente nos países de origem da doença, este problema poderia ter sido reduzido ou até eliminado. Portanto, aos benefícios locais, somam-se os globais."

No artigo Sistema público de saúde: um sonho possível, o economista também aponta quais foram as ações dos países considerados casos de sucesso e o impacto da melhoria na vida geral da população: "os ingredientes críticos para o sucesso que emergiram destes estudos parecem incluir um comprometimento firme com o fornecimento do sistema público de saúde - mantendo em funcionamento um sistema simples e efetivo, serviços preventivos que cubram o máximo possível da população e dando atenção à boa administração, aos serviços públicos auxiliares e à educação eficiente para todos."

- Leia no site do The Guardian
- Assista à conferência de Amartya Sen no Fronteiras do Pensamento, Justiça, esperança e pobreza