Voltar para vídeos
0 visualizações
Peter Greenaway
Meus roteiros são partituras musicais

Peter Greenaway, cineasta britânico, argumenta que roteiros detalhados ajudam a equipe a compreender quais eram as intenções iniciais do diretor. Segundo ele, seus roteiros contêm descrições até dos aromas, pois a composição do filme não depende apenas do escritor e do diretor - a equipe deve compreender a obra como um todo, como foi concebida na mente do autor. Assim, define, seus roteiros são mais partituras musicais do que roteiros em si. Conferencista do Fronteiras do Pensamento 2007 (POA) e 2011 (SP).

Fronteiras do Pensamento | Produção Telos Cultural | Produção Audiovisual V2 | Documentário Arte, Ordem e Caos | Direção Pedro Zimmermann | Montagem Alfredo Barros | Finalização Marcelo Allgayer | Tradução Anderson Morales, Aline Gonçalves Lindner de Oliveira, Natalia Esquivel e Rafaela Rocha