Postado em abr. de 2018

Literatura | Cultura

José Eduardo Agualusa - Fronteiras do Pensamento 2018

Crítica política e social é recorrente no trabalho do angolano José Eduardo Agualusa, que já publicou mais de uma dezena de romances.


José Eduardo Agualusa é um dos mais importantes escritores em língua portuguesa da atualidade. A crítica política e social é um tema recorrente no trabalho do autor, que já publicou mais de uma dezena de romances. Além de "A Sociedade dos Sonhadores Involuntários", seu livro mais recente, "O Vendedor de Passados" (2004) e "Estação das Chuvas" (1996) também fazem críticas ferozes à realidade de Angola, país onde nasceu.

José Eduardo Agualusa vem ao Fronteiras do Pensamento Porto Alegre 2018 refletir sobre a capacidade da literatura de questionar e transformar a realidade. 

Agualusa iniciou sua carreira como escritor na área do jornalismo, colaborando para vários jornais, entre eles, o Público. Sua obra foi traduzida para mais de 25 idiomas e, em 2016, foi um dos finalistas do Prêmio Man Booker, pelo romance “Teoria geral do esquecimento”.

Também é autor de contos, novelas, livros infantis e peças de teatro. Sua estreia ocorreu, em 1988, com “A conjura”, romance que lhe valeu o Prêmio Sonangol Revelação de Literatura de Angola. Seus livros percorrem muitas realidades, mas estão mais centrados em personagens do que em lugares. Alguns deles são baseados em figuras reais como a poetisa Lídia do Carmo Ferreira (“Estação das chuvas”) e a rainha Ana de Sousa (“A rainha Ginga”).
      
Garanta sua participação no ciclo de conferências deste ano. Acesse www.fronteiras.com e saiba mais sobre o projeto.

Compartilhe


José Eduardo Agualusa

José Eduardo Agualusa

Escritor

Escritor angolano, um dos mais importantes escritores em língua portuguesa da atualidade.
Ver Bio completa