Voltar para Notícias

Pavan Sukhdev responde à Pergunta Braskem

As ideias que movem o mundo em um único lugar. Cadastre-se e receba mensalmente o melhor do Fronteiras

Cadastrado com sucesso

Referência internacional no tema ambiental, Pavan Sukhdev focou sua conferência no desafio do que ele se chamou de um novo começo, para uma “Nova Economia”, a qual se refere como “Espaçonave Terra”. 

Ao longo da noite, respondeu à Pergunta Braskem enviada pelas redes sociais: "Você fala da necessidade de entender o valor daquilo que a natureza nos dá. Como as pessoas podem colocar isso em prática?". E voltou a sua resposta aos responsáveis por políticas nacionais.

Partindo da ideia - que não é nova, como ponderou - de que nosso planeta é finito, isto é, seus "serviços ecossistêmicos",  precisamos, enquanto tripulantes dessa nave, a Terra, considerarmos sua finitude em relação às nossas necessidades de produção e consumo. 

Diante disso, o conferencista alertou que adotamos um sistema de vida que tem posto a economia em “queda livre”, que recompensa a produção, o consumo e o lucro, mas não a geração de bens e serviços públicos. Isto é, não recompensa os valores sociais criados pelas companhias. 

Por isso, seria fundamental desenvolver o que chama de “grande transição”. De uma economia em “queda livre” para uma economia verde e igualitária. “ Uma economia que impacte na segurança e integridade da nossa espaçonave, que reconheça a finitude de nossos recursos, assim como o dano que podemos causar se não tomarmos o cuidado de viver em harmonia com a natureza.”

Pavan Sukhdev apontou que um dos maiores problemas que temos hoje é que medimos apenas uma das dimensões de geração de riquezas para a humanidade que partem das companhias: o PIB, o lucro, o fluxo financeiro. Para que esta transição ao qual defende aconteça, é essencial avaliar o quanto produtos e serviços das companhias afetam a saúde das pessoas, o quanto geram de conhecimento e habilidades positivas ao capital humano, o quanto contribuem para o capital natural do planeta, o quanto destroem ou beneficiam o ecossistema.    

Durante sua participação no Fronteiras do Pensamento, Panvan Sukhdev enfatizou a importância da governança e da comunicação no processo de estruturação desta “Nova Economia”.