Ronaldo Lemos

Ronaldo Lemos

Jurista, Tecnologia

Graduado e doutor em Direito pela Universidade de São Paulo (USP), é também mestre em Direito pela Universidade de Harvard. Atua como professor na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e na Universidade Tsinghua, na China. Foi professor visitante nas Universidades de Columbia e Princeton, no Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos Estados Unidos, e também na Universidade de Oxford, Inglaterra. Atuou também como professor na Fundação Getúlio Vargas, onde criou o Centro de Tecnologia e Sociedade (CTS-FGV). É diretor fundador do Instituto de Tecnologia e Sociedade (ITS-UERJ); único membro brasileiro do Conselho de Supervisão do Facebook; preside a Comissão de Tecnologia e Inovação da Ordem dos Advogados do Brasil e é membro dos conselhos administrativos da Access Now, Mozilla, Hospital Alemão Oswaldo Cruz e Stellar Development Foundation.

 

Suas contribuições atuais e menções na grande imprensa incluem as colunas para o jornal Folha de S. Paulo e para a revista Trip e apresentação e roteirização da série Expresso Futuro, do Canal Futura, premiada no Festival Internacional de Televisão de Sichuan, na China – além de ter sido apontado pela revista Superinteressante como um dos novos pensadores do século 21.

 

Nos últimos anos, participou ativamente da construção de regulamentações fundamentais: o Marco Civil da Internet, o Plano Nacional de Internet das Coisas, a Lei Geral de Proteção de Dados e a reforma da Lei de Direitos Autorais – além de ser diretor do projeto Creative Commons no Brasil, com a Universidade de Stanford. Entre suas premiações e seus títulos também se destacam: o Golden Nica na categoria Comunidades Digitais do Prix Ars Electronica com o site Overmundo; a indicação na lista dos Jung Global Leaders do Fórum Econômico Mundial; a de membro e vice-presidente do Conselho de Comunicação Social do Senado Federal; e a de membro do Conselho Nacional de Combate à Pirataria do Ministério da Justiça.

 

É autor das obras Direito, tecnologia e cultura; Futuros possíveis: mídia, cultura, sociedade, direitos; Três dimensões do cinema: economia, direitos autorais e tecnologia; A vida em Rede; Tecnobrega: o Pará reinventando o negócio da música, além de diversos artigos em publicações nacionais e internacionais. É também curador da Enciclopédia de Arte e Tecnologia do Itaú Cultural. 

Compartilhe